iStock-11326256511.jpg

20 de novembro, 2019

Disposição é a palavra-chave para perseguir e alcançar seus objetivos, estejam eles relacionados à forma física, emocional ou mental. Aliás, investir nessas três áreas é fundamental para dispor de saúde, bem-estar e qualidade de vida. Sendo assim, cuidar de você é a tarefa primordial para obter sucesso, tanto em âmbito pessoal, quanto profissional. Nesse contexto, e rumo a sua paz interior, cabe, inclusive, aplicar a filosofia da máscara de oxigênio. Ora, quem está acostumado a viajar de avião já decorou os avisos de segurança antes do voo, não é? Recomenda-se: em caso de despressurização, coloque primeiro a sua máscara de oxigênio para, somente depois, ajudar crianças e demais passageiros.

Essa é uma analogia simples, mas que dificilmente é colocada em prática no dia a dia. No entanto, é importante lembrar que se você não conseguir respirar, será praticamente impossível ajudar quem está ao seu redor. Logo, a receita para a paz interior inclui uma investida especial em amor próprio. Ou seja, nada mais é do que dedicar cuidado ao seu corpo e sua mente. Pensando nisso, a partir do i9 elements, um Programa de Longevidade Saudável, a i9 Academia dedica atenção 360° aos alunos. Entre seus princípios está a Serenidade, um elemento focado no desenvolvimento de uma rotina mais leve e tranquila. Então, pronto para colocar sua máscara de oxigênio?

UM PASSO A PASSO PARA CONQUISTAR A PAZ NESTE FIM DE ANO

1- Descanse sempre que for possível

Isso mesmo. A primeira dica para investir em serenidade é buscar toda a disposição possível para alcançar sua paz. Então, permita-se escolher um lugar confortável para relaxar e, quem sabe, até tirar um bom cochilo. Dedicar um tempo a você é fundamental e, num primeiro momento, a melhor maneira de fazer isso é o ócio. Aproveite a ocasião para abrir mão do estresse e das preocupações do cotidiano. Nesse aspecto, a meditação pode ser uma boa maneira de se concentrar em seu bem-estar e de reduzir a ansiedade. Outra forma de se desligar das suas angústias e incumbências é praticar uma atividade física. Certamente, um treino com personal ou uma aula coletiva estão longe de representar descanso ao corpo. Porém, são capazes de trazer inúmeros benefícios à mente. Além disso, você pode tanto encontrar o equilíbrio numa aula de yoga e pilates, quanto de Body Combat e Corrida.

2- Opte pelo simples

Analise: quanto mais descomplicadas você tornar sua vida e suas obrigações, mais fácil será resolvê-las e alcançar sua paz interior. Então, com isso em mente, não se esforce para fazer tudo de uma vez e evite vivenciar a sobrecarga. Dedique-se a fazer tudo o que quiser e precisar, mas com um método. Para tanto, procure seguir um passo depois do outro e, jamais, ao mesmo tempo.

3- Tenha paciência, evite a pressa e viva o presente

Use seu tempo para viver o momento presente. Ou seja: concentre-se menos no passado e no futuro. Esteja mais atento ao agora, pois isso o ajudará a sentir-se mais centrado, mais calmo e, consequentemente, em paz. Ao mesmo tempo, tenha paciência, pois é absolutamente normal que ocorram oscilações em seu estado de espírito. Afinal, em determinada ocasião você estará mais em paz do que em outras e isso faz parte do processo.

4- Seja otimista e diminua os pré julgamentos

Quando você espera pelo pior ou sente medo do desconhecido acaba abrindo caminho para a negatividade. Sendo assim, a dica é deixar o preconceito e a expectativa de lado, além de investir em mais otimismo. Afinal, abrir mão de estar sempre no controle é uma maneira simples de garantir mais tranquilidade frente aos imprevistos. Sem contar que suas preocupações podem impedi-lo de viver em paz, enquanto o otimismo torna a vida mais equilibrada.

5- Seja feliz

Esse é um complemento ao primeiro passo da lista. Afinal, depois que você conseguir reservar um tempo para descansar, dedique um momento para fazer o que o deixa feliz. Pode ser uma atividade, uma forma de lazer e de entretenimento. Independentemente de sua escolha, seguir seu próprio caminho é a direção principal para a paz interior. Então, você estará pronto para se conectar com as pessoas a sua volta, sentir-se mais tranquilo e satisfeito.

6- Sinta-se realizado

Encontre alegria no lugar em que está, na pessoa que você é e em tudo o que fizer. Aceitar sua vida atual é o princípio de sua evolução.

7- Assuma responsabilidades

Todas as pessoas erram. No entanto, há sempre dois caminhos. O primeiro é ficar remoendo o que foi feito por engano. O segundo, e mais eficiente, é admitir o erro, corrigi-lo e, em seguida, perdoar-se, livrando-se da culpa.

8- Seja reservado

Embora desabafar seja bom e ajude a aliviar a pressão sobre você, falar apenas sobre os próprios problemas é ruim. Por isso, às vezes, não tem problema nenhum guardar certas coisas para você. Dessa forma, também é possível impedir que os outros interfiram tanto em suas decisões pessoais ou o julguem sem necessidade. Pela mesma razão é válido evitar fofocas e pessoas negativas. Quem gosta muito de falar dos outros pelas costas reúne características tóxicas que acabam drenando sua energia física e emocional. Assim, a dica é limitar o contato com pessoas que o fazem sentir mal, pesado ou negativo. Além disso, invista em observar o que há de bom nos outros e no mundo. Isso ajuda a aumentar a paz ao seu redor.

9- Apaixone-se e irradie paz em seus relacionamentos

Cuidar de pessoas, dos animais, das plantas e tudo que carecer de cuidado o fará sentir-se amado e necessário.

10- Seja agradável

Gentileza e educação são qualidades que enternecem até o coração.

 

Foto: RedThinkHead/iStock

iStock-10843442841.jpg

14 de outubro, 2019

De modo geral, muitas pessoas acham que os jovens têm mais motivos para manter uma boa forma física. Contudo, embora envelhecer tenha um aspecto mais “libertador” em relação aos padrões sociais, este pensamento pode acabar comprometendo sua vitalidade. Afinal, para além das questões estéticas, alguns cuidados são essenciais para incluir mais saúde e bem-estar em sua rotina. Porém, por mais que se queira estabelecer bons hábitos, sabotar seus próprios planos de forma inconsciente é bastante comum. Aliás, há estudos científicos que investigam o comportamento do cérebro das pessoas que decidem fazer regime. Afinal, por que algumas delas têm mais sucesso do que as outras na hora de atingir suas metas?

Além de dieta, exercícios físicos e força de vontade, o que mais influencia a perda de peso são os hormônios. Ou seja, do humor ao emagrecimento, são eles os responsáveis por inúmeras funções, e todas elas são comandadas pelo cérebro. Logo, identificar seus pensamentos sabotadores e treinar seu cérebro ao comedimento pode ser transformador. Claro que, fatores como idade, genética, composição corporal e equilíbrio emocional precisam ser considerados. Mesmo assim, há solução para quase tudo na vida!

MUDE SEUS PENSAMENTOS PARA MELHORAR SEUS HÁBITOS

Os tópicos a seguir tratam sobre situações comuns para diversas pessoas. Por isso, possivelmente você irá se identificar com pelo menos uma delas. Assim sendo – ou se a soma for maior – não se preocupe. Afinal, há várias ações que podem ser úteis para contornar estes pensamentos. Veja:

“É genético, minha família toda tem sobrepeso”

Obviamente, a genética deve ser respeitada. Além disso, doenças hormonais, como a tireoide, costumam tornar processos de emagrecimento mais difíceis. No entanto, não há uma “sentença” de que pais obesos terão filhos obesos. Neste caso, faça uma análise mais profunda. O quadro de sobrepeso se deve aos fatores genéticos ou aos maus hábitos alimentares seguidos pela família? Esta dieta costuma incluir grandes quantidades de massa, churrasco, doces, alimentos ultra processados? Se a resposta for positiva, um estilo de vida saudável poderá ser capaz de alterar este “destino genético”.

“Gosto muito de comida para ser magro”

Você já ouviu dizer que alguma pessoa no mundo não compartilha deste mesmo prazer? Ou sequer possua um prato predileto? Aliás, comer é, na verdade, uma necessidade básica à sobrevivência. Contudo, uma coisa é se alimentar de acordo com suas necessidades nutricionais diárias, outra é consumir alimentos em excesso. Logo, é justamente essa última questão que costuma ser responsável por disparar o ponteiro da balança. Além disso, pessoas cuja composição corporal contenha mais músculos do que gordura têm maior facilidade de perder peso. Afinal, os músculos também consomem mais energia.

“Eu não como muito”

Você já deve saber que comer com moderação pode ser algo subjetivo. Tanto que esta manifestação está elencada entre as formas mais comuns de autoengano. Inclusive há estudos científicos demonstrando que pessoas que comem além da conta estimam para baixo o volume de comida ingerido. Sendo assim, a melhor maneira de comprovar (ou não) o seu pensamento é anotar tudo o que você comer. Então, experimente fazer isso por uma semana. Mas lembre-se de ser sincero consigo mesmo e anotar exatamente tudo o que você consumir.

Depois, tente comparar com os números da ingestão diária de nutrientes recomendada pelos órgãos de saúde. Especialmente em relação às calorias, a OMS indica 2 mil para as mulheres e 2,5 mil para os homens. Outra dica é começar a comer apenas quando você sentir fome, e parar de comer antes de se sentir cheio. Aliás, esta é a receita para a Regra dos 80% e que praticamente rege o conceito de Comedimento.

“Depois de certa idade é difícil perder peso, meu metabolismo é lento”

Transferir a responsabilidade da perda de peso para um fator externo está entre as atitudes mais populares. No entanto, não caia nesta. É verdade que depois dos 25 anos o corpo dá início ao processo de envelhecimento. Já aos 30 as pessoas começam a sentir as diferenças. Afinal, o metabolismo realmente vai desacelerando e, apesar disso, você segue com o mesmo ritmo de alimentação e exercícios. Logo, este é um bom motivo para respeitar o ritmo do seu corpo e fazer adequações. Ao perceber esta situação, procure ingerir menos calorias, afinal, seu corpo não precisa mais de tantas delas.

“Não tenho força de vontade para dietas e detesto fazer exercícios”

Realmente, força de vontade é algo que vai diminuindo ao longo do tempo. Afinal, você até pode acordar cheio de planos. Contudo, no fim do dia provavelmente vai perceber que não tem mais toda aquela disposição para cumpri-los. Logo, a dica é firmar seu compromisso com os bons hábitos pela manhã e reforçá-lo durante várias vezes ao dia. Especialmente em relação à alimentação, estima-se que sejam necessárias 20 refeições sequenciais para redefinir sua memória alimentar. O mesmo vale para a prática de exercícios físicos. Sendo assim, encontre a forma mais natural para incluí-los em sua rotina e persista até que se transformem em hábito. Lembre-se ainda que existem graus de motivação. Assim, enquanto pessoas treinam em seu nível de conforto, outras vão além dele. Além disso, o equilíbrio emocional também conta muito. Afinal, a comida funciona como fuga e fonte de prazer para muitas pessoas. E esse gatilho nunca é gerado por algo saudável, mas, sim, por alimentos gordurosos, calóricos, cheios de açúcar. Especialmente para quem sofre com transtornos de ansiedade, compulsão, problemas de autoestima. Por isso, para além da saúde mental, a terapia também pode fazer parte da construção de hábitos mais saudáveis.

 

Foto: iStock/dima_sidelnikov

iStock-10409450081.jpg

1 de outubro, 2019

Você já parou para pensar em como lida com as sensações de fome e saciedade em seu dia a dia? Certamente, para quem tenta seguir uma alimentação mais saudável, entender estes processos pode ser bastante útil. Afinal, comer é essencial para satisfazer as necessidades diárias de nutrientes do corpo. Porém, sempre que você ultrapassa esta margem, seu organismo transforma o consumo excedente em estoque de gordura. Logo, o resultado é demonstrado na balança.

O problema é que, para além das questões fisiológicas, a ingestão de alimentos é impulsionada por diversos outros fatores. Por exemplo: estímulos visuais e olfativos ajudam a despertar a vontade de comer, assim como condições emocionais e sociais. Todos esses sinais são gerenciados pelo hipotálamo, uma estrutura cerebral que ativa o controle neural sobre a fome. Dessa forma, a maior ligação entre o corpo e a alimentação não está no sistema digestivo, mas, sim, no cérebro. Por isso, investir na moderação pode ser a melhor maneira de alcançar uma reeducação alimentar. Dessa forma, iniciamos o mês de outubro focados no Comedimento, outro princípio do i9 elements, nosso Programa de Longevidade Saudável.

REGRA DOS 80% AJUDA A DISTINGUIR FOME DE APETITE

Enquanto a fome alerta para uma necessidade, o apetite identifica um desejo. Contudo, ambos são controlados por mecanismos cerebrais e, por isso, acabam sendo facilmente confundidos. Ao mesmo tempo, é possível treinar sua mente para que você consiga evitar excessos. Aliás, estudos destacam que sua mente demora até 20 minutos para receber a mensagem de que seu estômago está cheio. Então, a dica é treinar o comedimento. Afinal, comer devagar ajuda a dar mais tempo ao cérebro para que ele possa processar as informações. Além disso outro método eficiente para não exagerar à mesa é a Regra dos 80%. Muito utilizada por quem quer emagrecer, a tática japonesa faz parte das receitas de vida da comunidade centenária de Okinawa.

Seguindo a recomendação é possível diminuir a quantidade de calorias de suas refeições de maneira natural. Para tanto, experimente comer até que você esteja 80% satisfeito. Como resultado, deixará de sentir aquela sensação de estômago estufado. Para saber que você não cometeu exageros à mesa, tente reduzir a quantidade usual de alimentos em seu prato. Nos primeiros dias faça uma pequena pausa ao terminar de comer e avalie sua saciedade. Caso ainda tenha fome, sirva-se mais uma vez, mas tenha certeza de suas necessidades. Afinal, o estômago nada mais é do que um músculo que pode aumentar ou diminuir, dependendo dos estímulos que receber.

Sem contar que, quando você excede o consumo de alimentos, seu metabolismo fica mais lento. Consequentemente, sono, lentidão e prostração acabam surgindo como efeitos colaterais. De modo contrário, a partir da Regra dos 80% você conseguirá se sentir mais disposto, alerta e animado. Além disso, ao combinar alimentação balanceada e exercícios físicos regulares você garante mais saúde e qualidade de vida.

DICAS PARA IMPLEMENTAR A REGRA DOS 80%

1- Ao se servir evite preencher todo o espaço do prato com a comida. Num primeiro momento você até pode achar que a quantidade não será suficiente para matar sua fome. Contudo, tente e, caso não se sinta satisfeito, sirva-se novamente. Antes disso, aprecie o sabor e a textura dos alimentos, preste atenção naquilo que você está comendo.

2- Aposte em boas quantidades de vegetais coloridos e inclua grãos integrais e fibras em seu prato.

3- Haja da mesma maneira por pelos menos 20 refeições. Este é o prazo para que sua memória alimentar seja redefinida e o estômago se acostume com menos comida.

4- No início de uma reeducação alimentar é difícil simplesmente abrir mão de determinados ingredientes e alimentos. Então, em vez de se privar completamente, reduza aos poucos a quantidade. Ou seja: coma o que quiser, mas moderadamente, lembrando sempre de parar antes de sentir completamente satisfeito.

5- Acostume seu paladar a alimentos menos doces, menos salgados e menos temperados.

6- Coma apenas quando sentir fome.

7- Dê preferência ao consumo de carnes brancas.

8- Realize exercícios físicos com regularidade.

 

Foto: iStock/BartekSzewczyk

iStock-10027544261.jpg

30 de agosto, 2019

Muitas pessoas procuram em pílulas e produtos de beleza o segredo para retardar o envelhecimento. Porém, especialistas apontam que a resposta para preservar a jovialidade está em alimentos que podem facilmente integrar suas refeições diárias. A conclusão veio de uma pesquisa que analisou os hábitos alimentares de centenários de diversas partes do mundo. Em comum, eles mantêm um alto consumo de frutas e verduras, baixo teor de gordura e a prática do comedimento.

De modo geral, a dieta antienvelhecimento é baseada em hortaliças, alimentos orgânicos e não processados, grãos e cereais. Todos eles possuem importantes substâncias no processo de nutrição celular e, assim, podem ativar a expressão genética de maneira saudável. Constituídos por diferentes elementos que ajudam a prevenir o envelhecimento, eles também são chamados de alimentos funcionais. Outro importante aliado desta dieta é o azeite extravirgem, que melhora a absorção das substâncias pelo organismo. Além disso, o óleo ajuda a diminuir o colesterol ruim e a aumentar o bom.

ALIMENTOS QUE PROMOVEM A SAÚDE E A LONGEVIDADE

Para driblar os efeitos da passagem do tempo, invista em alimentos ricos em antioxidantes e de baixas calorias. Assim, mantenha em sua lista de compras itens como Romã, uva, frutas vermelhas e cítricas, tomate e maçã. Por outro lado, tente deixar de fora os alimentos gordurosos, farinha branca e doces. Eles são os principais responsáveis por estimular a produção de radicais livres, que são os verdadeiros vilões do envelhecimento precoce. A seguir, veja outros alimentos importantes que podem ser incluídos em suas refeições diárias:

Batata doce

Ilustre ingrediente em dietas de emagrecimento, a batata doce é rica em fibras e antioxidantes. Por isso, além de combater o câncer, também é ótima para a saúde e a longevidade. Por se tratar de um carboidrato complexo de baixo índice glicêmico, ela libera glicose no sangue aos poucos, sem estimular a produção de insulina. Portanto, quem come batata doce demora mais para voltar a sentir fome.

Feijão

Segundo pesquisas, dietas ricas em feijão e leguminosas podem reduzir o risco de câncer de cólon e ataques do coração. Por serem ricos em flavonóides saudáveis e fibras, são alimentos que atuam como uma excelente fonte de proteína.

Grãos integrais

Os grãos integrais são importantes fontes de fibra e minerais. Além disso, possuem substâncias antioxidantes e contribuem para a redução do colesterol ruim.

Oleaginosas

Entre os segredos das pessoas mais longevas do mundo está o consumo de três nozes por dia. Conforme pesquisa da Harvard School of Public Health, comer nozes várias vezes ao dia reduz o risco de doença coronária.

Frutas e legumes

Seguir uma dieta rica em frutas e vegetais é fundamental para uma vida saudável. Por isso, o ideal é comer pelo menos dois vegetais em cada refeição. As frutas, por sua vez, podem ser consumidas como petiscos.

Vinho tinto

Já é consenso: um cálice por dia ajuda a prevenir doenças cardíacas. Afinal, o vinho tinto contém polifenóis que limpam as artérias e reduzem as chances de arterosclerose.

Tofu

Ao contrário do pão processado, o tofu fornece proteínas, minerais e aminoácidos. Com baixas calorias, ele é feito a partir dos grãos da soja e tem a textura de um queijo cremoso.

 

Lembre-se que toda dieta precisa ser acompanhada de outros bons hábitos. Afinal, para que os efeitos da boa alimentação sejam mais perceptíveis, é preciso investir em demais comportamentos saudáveis. Entre eles, não fumar, controlar o estresse, usar protetor solar e praticar atividades físicas frequentes. Para orientar e facilitar este processo na busca por melhores resultados, é fundamental contar com uma ajuda profissional. Por isso, de maneira especial neste 31 de agosto, Dia do Nutricionista, saudamos a todos aqueles que atuam em favor de um estilo de vida mais saudável, feliz e equilibrado.

Foto: istok/Milkos

luciano-tagliari-e-chichiarito-tagliaro-120m-SOCIEDADE-HIPICA-PORTO-ALEGRENSE-1-1280x959.jpg

19 de agosto, 2019

Combinar alimentação balanceada e exercícios físicos frequentes é uma das maneiras mais eficazes para se ter uma vida saudável. Porém, adotar bons hábitos em meio a rotinas aceleradas pode ser um desafio. Para vencê-lo, conforme o empresário Luciano Tagliari da Silva, é preciso organização, foco, disciplina e força de vontade. “Tenho inúmeras motivações que me levam a ter uma vida saudável praticando exercícios. A principal delas é que tenho diabete Tipo 1. Então, uma das premissas para o controle da doença é a regularidade com atividades físicas”, explica. Segundo ele, a busca por um profissional de nutrição também ajuda muito. “Sozinho se torna impossível entender para qual lado recorrer nos alimentos”, comenta.

Para saber quais caminhos seguir, ele contou com a orientação da nutricionista da i9 Academia, Jordana Mikan. “Não é fácil, mas o resultado sempre será muito satisfatório. Para isso, é preciso ter disciplina para deixar sua semana organizada e sua geladeira abastecida de forma correta”, sugere Luciano. Outra questão levantada pelo empresário é a forma de enfrentar as tarefas. “Quando você tem uma obrigação, pode ser que se torne difícil achar motivações para manter-se sempre ativo”, pondera. Dessa forma, ele considera importante aliar a necessidade aos benefícios que a atividade física traz para a vida. Ou seja, além do controle da glicose, perceber as possibilidades de ter um corpo bonito, saudável e forte. Em outras palavras, preparado para enfrentar sua rotina diária. “Sentir o prazer de acordar bem, sem dores no corpo; mais feliz, devido à endorfina liberada pelo exercício físico, dentre outros vários motivos”.

NUTRIÇÃO + EXERCÍCIOS

Conforme Luciano Tagliari da Silva, não existe exercício físico sem nutrição (ou vice-versa) para atingir objetivos estéticos e de saúde. “Os principais benefícios dessa mistura é uma vida mais feliz, saudável e longa, evitando o possível surgimento de doenças autoimunes”. Ele entende que uma alimentação balanceada deve conter carboidratos de lenta absorção, cereais integrais, legumes, verduras e proteínas.

INCENTIVO DESDE A INFÂNCIA

Aos 35 anos, Luciano conta que frequenta a i9 Academia há pouco mais de três anos. Porém, sua vida foi pautada pela prática de exercícios físicos desde a infância, incentivada no colégio da rede Sinodal. “Joguei muito vôlei, fazia atletismo, corria. E hoje pratico um esporte que é uma paixão – o hipismo”, enumera. Para Luciano, assim como qualquer aprendizado, tudo o que é iniciado na infância permanece de maneira mais natural na vida adulta. “Gostar de exercícios físicos desde criança é um dos segredos para uma vida saudável. Mas sempre há tempo de mudar, mesmo depois de mais velho”, pondera. Segundo Luciano, ter um hobby ou paixão por um exercício que faça buscar resultados pode ser uma excelente motivação. “Ter um objetivo é a receita”, sentencia.

Para ele, o hipismo também serve como motivação para seguir uma vida saudável. “Para ir bem nas provas, necessito estar com meu corpo fortalecido nas pernas, focado na alimentação e com a cabeça equilibrada. Tudo para que eu consiga vencer e dominar um animal de 700 kg”, explica Luciano. Assim, ele encontra mais uma razão para treinar num ambiente preparado para contribuir com a saúde e o condicionamento físico. “Eu acho a i9 Academia completa, moderna, limpa, ampla, com excelentes profissionais e muito bem gerenciada”, avalia.

Ele acredita que a resposta para outras pessoas possa estar nas mais variadas atividades, como corrida, ciclismo, trilhas… “O importante é ter algo que nos motive a viver mais feliz”, complementa. Na i9 Academia, além da musculação, que considera a base de tudo, Luciano gosta muito das aulas de RPM e Super Class. “RPM porque ajuda a fazer um exercício aeróbico forte, de forma descontraída. E Super Class, por lidar com grandes desafios, o que motivo a busca pelo diferente. Nunca uma aula é igual a outra – isso não cria rotina e deixa o exercício menos maçante”, considera.

_MG_1805
LUCIANO E CHICHIARITO
IMG_0463
LUCIANO TAGLIARI CAMPEAO GAUCHO POR EQUIPE 1,10M 2019

 

Fotos / Arquivo Pessoal

Teste_iStock-1060803908.jpg

7 de agosto, 2019

Quem é que nunca parou para pensar quantas horas de exercício são necessárias para gastar determinadas calorias ingeridas? Normalmente aquele salgadinho, chocolate ou bolacha recheada são suficientes para começar a ponderar. Como exemplo, vamos usar uma lata de refrigerante. Então, suas 138 calorias demandam 26 minutos de caminhada (5-8 km/h) ou 13 minutos de corrida (8 km/h). Convenhamos que esta conta pode ser bem injusta, né? Por outro lado, você sabia que dá para comer gastando mais calorias do que consome? Com os alimentos chamados zero-caloria ou calorias negativas, isso é possível. Afinal, eles possuem menos calorias do que o seu organismo precisa para fazer a digestão. Porém, eles nunca devem servir como itens principais e, sim, como complemento de sua dieta!

ALIMENTOS QUE AJUDAM A ACELERAR A DIETA

A seguir, conheça alguns alimentos que ajudam a acelerar a dieta e, ao mesmo tempo, evitar aquela sensação de fome. Dessa forma, fica até mais fácil manter uma alimentação saudável. Afinal, eles possuem baixíssimas taxas calóricas – praticamente nulas. Em contrapartida são muito nutritivos!

Pepino

Entre os campeões em baixas taxas calóricas, o pepino tem 16 calorias por 100 gramas. Ele é rico em ferro, potássio e betacaroteno. Ou seja, é um ótimo vegetal para retardar o envelhecimento. Além disso, possui efeito diurético.

Aspargo

O aspargo tem 20 calorias por 100 gramas e conta com boas doses de vitaminas K, A e vitaminas do complexo B, como o ácido fólico. Elas podem ajudar a regular o açúcar no sangue e te proteger contra diabetes tipo 2.

Damasco

Comer três ou mais porções diárias de frutas como o damasco pode reduzir o risco de degeneração ocular, a principal causa de perda de visão relacionada à idade. O damasco possui 54 calorias a cada 100 gramas.

Melancia

A melancia contém um aminoácido que o corpo converte em arginina, um auxiliar na perda de peso. Com 30 calorias por 100 gramas, é rica em fibras, ferro, cálcio e vitamina A, B e C. Inclusive esses nutrientes ajudam a retardar o envelhecimento.

Tomate

O tomate tem 18 calorias por 100 gramas e é rico em licopeno. Essa substância ajuda a manter a pele jovem, eliminando os radicais livres que se formam quando você está exposto aos raios ultravioleta.

Brócolis

O brócolis têm 34 calorias por 100 gramas e é uma boa fonte de vitamina A e de sais minerais como cálcio, ferro e fibras. Além disso, têm poder antioxidante e anticancerígeno.

Couve-Flor

A couve-flor tem 25 calorias por cada 100 gramas. Também é rica em fitonutrientes que combatem o câncer, além de ótima fonte de vitamina C e ácido fólico. Elas podem ser consumidas cruas ou cozidas no vapor, o que maximiza seu poder nutritivo.

Morango

O morango tem 33 calorias a cada 100 gramas e é uma das frutas que mais contêm antioxidantes. Assim, além de diminuírem o colesterol, ajudam no combate a anemias e doenças da pele. Os compostos chamados polifenóis também podem proteger seu corpo contra doenças cardíacas e certos tipos de câncer.

Framboesa

A framboesa tem 53 calorias, por 100 gramas, e é rica em antioxidantes que retardam o envelhecimento. Além disso é uma boa fonte de cálcio, potássio, magnésio, ferro e vitaminas A, B1, B5 e C.

Abacaxi

O abacaxi tem 50 calorias por 100 gramas e sua enzima, chamada bromelaína, ainda ajuda na digestão. Ou seja, além de ser ótimo para a dieta, também pode controlar a pressão arterial.

Agrião

O agrião tem 11 calorias por 100 gramas e é rico em ferro, iodo, vitamina C e betacaroteno – um antioxidante que retarda o envelhecimento. Além disso, é o aliado ideal para o sistema respiratório.

 

Foto: iStock/nd3000

iStock-865638894.jpg

15 de julho, 2019

Mesmo com a agenda repleta de compromissos, Maria Regina Strack Dau procura dar prioridade à prática de exercícios físicos. Por isso, não abre mão de frequentar a i9 Academia pelo menos quatro vezes por semana. “Gosto de fazer musculação e, quando posso, também faço ginástica localizada, RPM, Yoga e outras aulas que estão na grade”. Além disso, Regina também costuma caminhar na rua e andar de bicicleta, especialmente quando está na praia.

A motivação, segundo ela, vem da consciência quanto à importância de manter em dia sua saúde física e mental. Afinal, Regina vê nestas atividades uma maneira de reorganizar os pensamentos, superar desafios e melhorar diversas outras questões. Entre elas a saúde do coração e o controle dos níveis de pressão e diabetes, por exemplo. Aos 61 anos, a corretora de seguros também divide seu tempo e atenção entre a família e o voluntariado. Ou seja, uma “receita” que segue os principais conceitos do i9 elements, nosso programa de longevidade saudável.

INSPIRAÇÃO PARA FAZER O BEM

Conforme Regina, sua relação com o trabalho comunitário teve início ainda na infância, por influência dos pais. “Eles sempre foram muito envolvidos”, orgulha-se. Hoje, ela está em sua segunda gestão à frente da Liga Feminina de Combate ao Câncer de Novo Hamburgo. Além disso, sua atuação na entidade já soma 19 anos. Tudo começou quando a filha de uma amiga venceu o Glamour, tradicional concurso de beleza promovido pela Liga. “Então ela me convidou para participar como voluntária”, recorda. Para Regina, é um orgulho ser presidente de uma entidade tão benquista e de tamanha credibilidade em Novo Hamburgo. “Hoje nós ajudamos cerca de 590 pacientes com câncer na ala SUS dentro do Hospital Regina”, ressalta.

Segundo a presidente da Liga, sem perceber ou planejar, esse envolvimento já a ajudou muito em sua própria caminhada. “Sempre fui uma pessoa que trabalhou muito, mas tinha me afastado da minha profissão”, comenta. Neste meio tempo, ela também precisou enfrentar uma difícil mudança em sua vida. “Perdi uma pessoa que eu amei muito, que é o pai dos meus filhos, e a Liga me ajudou bastante”. Dessa forma, Regina sentiu ainda mais o quanto fazer o bem faz bem. “Acho que só não passei por uma depressão porque me envolvi muito com a Liga e, hoje, estou de volta à minha profissão”, confessa.

Além disso, ela destaca o apoio que recebeu inclusive por mensagens de WhatsApp da equipe da i9 Academia. “Muitas vezes não imaginamos como é bom para a pessoa que está do outro lado. Todos deveriam se dar conta do quanto tudo isso faz bem: ajudar os outros, fazer academia, mesmo quando não se tem vontade de nada”, pondera Regina.

UMA VIA DE MÃO DUPLA

Segundo a presidente da Liga, há muitas pessoas sofrendo com alguma situação, e poder ajudá-las é muito bom. “Isso faz muito bem para ti, até mais do que para a pessoa a quem você está ajudando”, garante. Sentindo-se feliz e abraçada pelas demais voluntárias da Liga, Regina afirma que seguirá o trabalho com muita responsabilidade. “Hoje posso dizer isso ‘de carteirinha’: o trabalho voluntário me fez muito bem também”. E, a partir de sua história de vida, Regina compartilha esta mensagem: “Fazer o bem faz bem. Então, viva bem o hoje, pois o amanhã a Deus pertence”.

Acompanhe os eventos promovidos pela Liga na página da entidade no Facebook.

 

WhatsApp Image 2019-07-08 at 19.23.52
WhatsApp Image 2019-07-08 at 19.22.47
WhatsApp Image 2019-07-08 at 19.25.13
WhatsApp Image 2019-07-08 at 19.19.48
WhatsApp Image 2019-07-08 at 19.20.08
WhatsApp Image 2019-07-08 at 19.20.30
WhatsApp Image 2019-07-08 at 19.21.49
61776111_2249330505158125_7278322558431133696_n

 

Veja também as outras matérias da série Histórias reais nos links a seguir:

Histórias reais: Isabel Both destaca as vantagens de treinar em família

Histórias reais: a cultura por trás da produção de cerveja

Histórias reais: fortalecendo o corpo e as amizades na academia

 

Foto principal: iStock/KatarzynaBialasiewicz
Fotos da Galeria: Arquivo Pessoal

iStock-154353360.jpg

2 de maio, 2019

Tanto ou mais que a herança genética, o convívio familiar pode agregar inúmeros benefícios à saúde. Afinal, diversos estudos científicos apontam que há grande relação entre a valorização da família e a longevidade. Especialmente para as pessoas de mais idade, o contato social frequente estimula o bom funcionamento do cérebro. Já para as crianças, a relação com os idosos costuma despertar afetividade – sentimento que tem influência direta no desenvolvimento intelectual. Sem contar que a família funciona como o primeiro grupo de relações no qual os indivíduos interagem entre si. Por essa razão, é considerada pela ONU como um meio essencial para a promoção de sociedades pacíficas e inclusivas.

Parte dos elementos do programa de longevidade saudável da i9 Academia, a Família ganha destaque neste mês de maio. Afinal, é neste período em que se comemoram datas como o Dia das Mães (12) e o próprio Dia da Família (15).

INVISTA NOS TREINOS EM FAMÍLIA

Por parentesco ou afinidade, a i9 Academia é o ambiente propício para cultivar os laços familiares. Além do apoio à saúde e à superação dos resultados, o treino também pode ser uma ótima oportunidade de curtir momentos com aqueles que você gosta. A partir disso também fica mais fácil cuidar da alimentação, diminuir vícios ou exageros e investir em avaliações médicas com mais frequência. Tudo porque você passa a priorizar a saúde pensando não somente em si, mas nas pessoas queridas ao seu redor. Ou seja: valorizar as pessoas da sua família, especialmente aquelas de mais idade, serve como preparação para a longevidade. Afinal, a família é a base de todo o indivíduo para sua história, suas memórias e vivências.

DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO

Apesar da diferença de idade entre avós e netos, as trocas proporcionadas pelo convívio de diferentes gerações agregam muitos benefícios. Inclusive a ciência comprova que esta é uma via de mão dupla para a longevidade. Pois a partir desta relação é possível reforçar o sistema imunológico e adiar os efeitos do Alzheimer. Também é uma forma de estimular nos pequenos o desenvolvimento de solidariedade, autonomia e responsabilidade. Além disso, os laços afetivos são muito importantes para que as crianças se sintam acolhidas e seguras. Mais adiante, esse fato pode ainda contribuir para combater a depressão em diversos momentos da vida.

Em geral, a chegada de novos integrantes desperta nos idosos o sentimento de perpetuação da família. Ao mesmo tempo, os netos também contribuem para a manutenção da saúde mental dos avós. Especialmente por apresentarem para eles este mundo de inovações tecnológicas. Dessa forma, quem investe em longevidade e consegue valer-se do aumento da expectativa de vida tem muito a ganhar. Especialmente quando é possível garantir mais tempo e qualidade ao convívio entre idosos e os filhos de seus filhos. Portanto, descubra sobre as experiências de seus pais, avós e bisavós e, também, compartilhe as suas com eles. Comemore cada vitória, divida os desafios e vença em conjunto!

 

Foto: iStock/DessieDavidova

iStock-1073228428.jpg

15 de abril, 2019

Graças à imigração alemã, o Rio Grande do Sul é hoje um dos destaques na fabricação de cervejas artesanais. Assim, a bebida faz parte não somente da história, mas também da cultura que atravessa gerações. Foi assim com a família de Rafael Bohrer, aluno da i9 Academia. “Tive uma forte influência familiar: meu tio produz, meu primo já produziu e meu pai também era um amante de cervejas especiais”, comenta. Dessa forma, em meados de 2014, Rafael passou a dedicar-se à produção artesanal. “Fiz diversos estilos diferentes, mas atualmente curto muito as Sour Ales, apesar de nunca ter produzido uma”, confessa. Para Rafael, a cerveja representa, essencialmente, enriquecimento cultural. “Eu não bebo cerveja, eu consumo a cultura, os estilos, as histórias das cervejarias e dos polos mundiais”, destaca.

Saber viver esta essência, conforme muitos estudos, pode também significar investir em longevidade. Afinal, na dose certa, o álcool pode inclusive agregar benefícios ao organismo. “Sem dúvida nenhuma a cerveja pode ser uma aliada do bem-estar, não só psicológico, mas físico, e o lúpulo é uma prova disso”, garante Rafael. No entanto, para ele, este atributo não se sobressai aos quesitos culturais, sociais e psicológicos. “A palavra-chave, pra mim, é cultura acima de tudo”, afirma.

 

O DESTAQUE DO ESTADO COM A CERVEJA

Para Rafael, existe, sim, uma relação e uma herança da colonização alemã no sul do Brasil. “Não é à toa que o Rio Grande do Sul é um dos pioneiros na produção de cervejas especiais e um dos mais desenvolvidos nesse mercado”, avalia. Identificado como o Estado brasileiro com o maior número de cervejarias independentes, o território gaúcho tem até uma rota turística relacionada ao setor. Instituída desde 2018, a Região Cervejeira é formada por 22 municípios que vão do Vale do Sinos à Serra. A Rota das Cervejarias Artesanais inclui São Leopoldo, Novo Hamburgo, Campo Bom, Estância Velha, Sapiranga, Ivoti, Dois Irmãos, Morro Reuter. Também Santa Maria do Herval, Alto Feliz, Feliz, São Vendelino, Vale Real, Presidente Lucena, Linha Nova, Picada Café, Nova Petrópolis. E ainda Gramado, Canela, São Francisco de Paula, Igrejinha e Três Coroas.

Apesar de ter iniciado sua produção em 2014, Rafael precisou interrompe-la em meados de 2017. “Parei de produzir em virtude da minha pós-graduação, pois não tinha mais tempo para dedicar”, lamenta ele. Mesmo assim, destaca que, um dia, gostaria de transformar a atividade num negócio. “Mas não sei se efetivamente na produção. Talvez num bar, restaurante, um empreendimento relacionado”, idealiza. E você, possui uma relação especial com esta cultura?

 

Foto principal: iStock/BreakingTheWalls | Demais fotos: Arquivo Pessoal

 


iStock-496860708.jpg

8 de abril, 2019

As baixas temperaturas que chegam com o inverno são uma ótima oportunidade para abraçar uma causa, não é mesmo? Ainda mais quando, a partir dela, é possível ajudar a aquecer a sua comunidade. Então, de 8 de abril a 20 de julho, contribua com roupas, calçados e cobertas para a Campanha do Agasalho 2019. As doações podem ser entregues na recepção da i9 Academia. O quanto antes você participar, melhor. Afinal, sua ajuda poderá chegar antes do frio até aqueles que mais precisam. Ou, ainda, ajudar a reforçar o guarda-roupa no auge do inverno. Tudo porque a i9 Academia está programando três datas de entrega das arrecadações.

O primeiro repasse será no dia 27 de maio. Os outros dois estão previstos para 3 de junho e 22 de julho. Neste ano, as entidades beneficiadas serão: Casa João Bosco (antigo Lar da Menina) e Fábrica da Cidadania, de Novo Hamburgo, e Lar Colmeia, de Campo Bom.

AJUDAR OS OUTROS REFORÇA A PRÓPRIA FELICIDADE

Fazer algo por outras pessoas é uma maneira poderosa de reforçar a felicidade. A sua própria e a de todos que vivem ao seu redor. Afinal, ajudar o próximo pode aumentar seus níveis de satisfação, melhorar o humor, reduzir o estresse e proporcionar maior senso de sentido à vida. Sem contar que doar é também se relacionar com as outras pessoas. Por isso, suas atitudes positivas fazem bem ao coração, ao sistema imunológico e à saúde mental.

Há quem diga que ajudar os outros é um círculo vicioso. Tudo porque doar (seu tempo ou algum bem material) aumenta a felicidade e contribui para a longevidade. E quanto mais feliz é uma pessoa, mais ela sente vontade de contribuir com o próximo. Como resposta, o corpo libera endorfina e proporciona sensação de bem-estar, reduzindo o estresse.

 

CAMPANHA DO AGASALHO i9 ACADEMIA

Data de arrecadação: De 8 de abril a 20 de julho

O que doar: roupas, calçados e cobertas para adultos e crianças

Onde entregar: na recepção da i9 Academia, na Rua Augusto Jung, 481,
Novo Hamburgo, RS

Entidades beneficiadas: Casa João Bosco (antigo Lar da Menina) e Fábrica da Cidadania, de Novo Hamburgo, e Lar Colmeia, de Campo Bom.

Datas de repasse às entidades: 27 de maio, 3 de junho e 22 de julho

 

iStock/Julia_Sudnitskaya