iStock-10843442841.jpg

14 de outubro, 2019

De modo geral, muitas pessoas acham que os jovens têm mais motivos para manter uma boa forma física. Contudo, embora envelhecer tenha um aspecto mais “libertador” em relação aos padrões sociais, este pensamento pode acabar comprometendo sua vitalidade. Afinal, para além das questões estéticas, alguns cuidados são essenciais para incluir mais saúde e bem-estar em sua rotina. Porém, por mais que se queira estabelecer bons hábitos, sabotar seus próprios planos de forma inconsciente é bastante comum. Aliás, há estudos científicos que investigam o comportamento do cérebro das pessoas que decidem fazer regime. Afinal, por que algumas delas têm mais sucesso do que as outras na hora de atingir suas metas?

Além de dieta, exercícios físicos e força de vontade, o que mais influencia a perda de peso são os hormônios. Ou seja, do humor ao emagrecimento, são eles os responsáveis por inúmeras funções, e todas elas são comandadas pelo cérebro. Logo, identificar seus pensamentos sabotadores e treinar seu cérebro ao comedimento pode ser transformador. Claro que, fatores como idade, genética, composição corporal e equilíbrio emocional precisam ser considerados. Mesmo assim, há solução para quase tudo na vida!

MUDE SEUS PENSAMENTOS PARA MELHORAR SEUS HÁBITOS

Os tópicos a seguir tratam sobre situações comuns para diversas pessoas. Por isso, possivelmente você irá se identificar com pelo menos uma delas. Assim sendo – ou se a soma for maior – não se preocupe. Afinal, há várias ações que podem ser úteis para contornar estes pensamentos. Veja:

“É genético, minha família toda tem sobrepeso”

Obviamente, a genética deve ser respeitada. Além disso, doenças hormonais, como a tireoide, costumam tornar processos de emagrecimento mais difíceis. No entanto, não há uma “sentença” de que pais obesos terão filhos obesos. Neste caso, faça uma análise mais profunda. O quadro de sobrepeso se deve aos fatores genéticos ou aos maus hábitos alimentares seguidos pela família? Esta dieta costuma incluir grandes quantidades de massa, churrasco, doces, alimentos ultra processados? Se a resposta for positiva, um estilo de vida saudável poderá ser capaz de alterar este “destino genético”.

“Gosto muito de comida para ser magro”

Você já ouviu dizer que alguma pessoa no mundo não compartilha deste mesmo prazer? Ou sequer possua um prato predileto? Aliás, comer é, na verdade, uma necessidade básica à sobrevivência. Contudo, uma coisa é se alimentar de acordo com suas necessidades nutricionais diárias, outra é consumir alimentos em excesso. Logo, é justamente essa última questão que costuma ser responsável por disparar o ponteiro da balança. Além disso, pessoas cuja composição corporal contenha mais músculos do que gordura têm maior facilidade de perder peso. Afinal, os músculos também consomem mais energia.

“Eu não como muito”

Você já deve saber que comer com moderação pode ser algo subjetivo. Tanto que esta manifestação está elencada entre as formas mais comuns de autoengano. Inclusive há estudos científicos demonstrando que pessoas que comem além da conta estimam para baixo o volume de comida ingerido. Sendo assim, a melhor maneira de comprovar (ou não) o seu pensamento é anotar tudo o que você comer. Então, experimente fazer isso por uma semana. Mas lembre-se de ser sincero consigo mesmo e anotar exatamente tudo o que você consumir.

Depois, tente comparar com os números da ingestão diária de nutrientes recomendada pelos órgãos de saúde. Especialmente em relação às calorias, a OMS indica 2 mil para as mulheres e 2,5 mil para os homens. Outra dica é começar a comer apenas quando você sentir fome, e parar de comer antes de se sentir cheio. Aliás, esta é a receita para a Regra dos 80% e que praticamente rege o conceito de Comedimento.

“Depois de certa idade é difícil perder peso, meu metabolismo é lento”

Transferir a responsabilidade da perda de peso para um fator externo está entre as atitudes mais populares. No entanto, não caia nesta. É verdade que depois dos 25 anos o corpo dá início ao processo de envelhecimento. Já aos 30 as pessoas começam a sentir as diferenças. Afinal, o metabolismo realmente vai desacelerando e, apesar disso, você segue com o mesmo ritmo de alimentação e exercícios. Logo, este é um bom motivo para respeitar o ritmo do seu corpo e fazer adequações. Ao perceber esta situação, procure ingerir menos calorias, afinal, seu corpo não precisa mais de tantas delas.

“Não tenho força de vontade para dietas e detesto fazer exercícios”

Realmente, força de vontade é algo que vai diminuindo ao longo do tempo. Afinal, você até pode acordar cheio de planos. Contudo, no fim do dia provavelmente vai perceber que não tem mais toda aquela disposição para cumpri-los. Logo, a dica é firmar seu compromisso com os bons hábitos pela manhã e reforçá-lo durante várias vezes ao dia. Especialmente em relação à alimentação, estima-se que sejam necessárias 20 refeições sequenciais para redefinir sua memória alimentar. O mesmo vale para a prática de exercícios físicos. Sendo assim, encontre a forma mais natural para incluí-los em sua rotina e persista até que se transformem em hábito. Lembre-se ainda que existem graus de motivação. Assim, enquanto pessoas treinam em seu nível de conforto, outras vão além dele. Além disso, o equilíbrio emocional também conta muito. Afinal, a comida funciona como fuga e fonte de prazer para muitas pessoas. E esse gatilho nunca é gerado por algo saudável, mas, sim, por alimentos gordurosos, calóricos, cheios de açúcar. Especialmente para quem sofre com transtornos de ansiedade, compulsão, problemas de autoestima. Por isso, para além da saúde mental, a terapia também pode fazer parte da construção de hábitos mais saudáveis.

 

Foto: iStock/dima_sidelnikov

iStock-109450039011.jpg

7 de outubro, 2019

Neste mês de outubro, uma missão especial da i9 Academia é estimular a reflexão sobre o comedimento. O tema, um dos pilares do programa de longevidade saudável i9 elements, atenta para exageros – sobretudo aqueles cometidos à mesa. Porém, diferentemente de dieta ou restrição alimentar, o comedimento está relacionado a uma alimentação mais tranquila. Ou seja, ao ato de comer mais devagar, apreciando os sabores e texturas de tudo que você consome. Afinal, não são apenas as calorias, mas, principalmente, os seus hábitos que interferem nas mudanças do corpo. Aliás, comer rápido, mastigar pouco, beber líquidos e até falar durante as refeições são atos geralmente prejudiciais à digestão.

De acordo com os especialistas, quanto mais mastigado o alimento, mais enzimas digestivas aderem à sua superfície. Consequentemente, a digestão fica mais fácil e rápida. De outro modo, quando o alimento é pouco mastigado e logo engolido, as enzimas perdem sua função. Como resultado, o estômago fica sobrecarregado, pois recebe os pedaços do alimento praticamente inteiros. Outros prejuízos da pouca mastigação são a baixa absorção de nutrientes, azia, refluxo e sonolência após as refeições. Afinal, engolir pedaços grandes força o estômago a realizar maior esforço para digerir o alimento, ocasionando os referidos transtornos.

Além disso, o ato de comer rápido e mastigar pouco gera ainda mais vontade de consumir alimentos. Isso ocorre porque o cérebro “não tem tempo” de perceber que já está satisfeito. Já quem consegue mastigar devagar obtém uma sensação de saciedade maior e mais rápida. Com isso, acaba consumindo quantidades menores do que as pessoas que estão habituadas a comer rápido.

PRATIQUE OS HÁBITOS DO COMEDIMENTO

Para aumentar sua saciedade, experimente partir o alimento em pedaços menores. Além disso, tente comer mais devagar. Para isso, a dica é, entre uma garfada e outra, repousar seus talheres no prato. Mastigando mais vezes, você também consegue prestar a devida atenção ao sabor e à textura dos alimentos, apreciando-os melhor. Evite fazer suas refeições com pressa e dedique esse tempo para você!

 

Foto: iStock/nortonrsx

iStock-10409450081.jpg

1 de outubro, 2019

Você já parou para pensar em como lida com as sensações de fome e saciedade em seu dia a dia? Certamente, para quem tenta seguir uma alimentação mais saudável, entender estes processos pode ser bastante útil. Afinal, comer é essencial para satisfazer as necessidades diárias de nutrientes do corpo. Porém, sempre que você ultrapassa esta margem, seu organismo transforma o consumo excedente em estoque de gordura. Logo, o resultado é demonstrado na balança.

O problema é que, para além das questões fisiológicas, a ingestão de alimentos é impulsionada por diversos outros fatores. Por exemplo: estímulos visuais e olfativos ajudam a despertar a vontade de comer, assim como condições emocionais e sociais. Todos esses sinais são gerenciados pelo hipotálamo, uma estrutura cerebral que ativa o controle neural sobre a fome. Dessa forma, a maior ligação entre o corpo e a alimentação não está no sistema digestivo, mas, sim, no cérebro. Por isso, investir na moderação pode ser a melhor maneira de alcançar uma reeducação alimentar. Dessa forma, iniciamos o mês de outubro focados no Comedimento, outro princípio do i9 elements, nosso Programa de Longevidade Saudável.

REGRA DOS 80% AJUDA A DISTINGUIR FOME DE APETITE

Enquanto a fome alerta para uma necessidade, o apetite identifica um desejo. Contudo, ambos são controlados por mecanismos cerebrais e, por isso, acabam sendo facilmente confundidos. Ao mesmo tempo, é possível treinar sua mente para que você consiga evitar excessos. Aliás, estudos destacam que sua mente demora até 20 minutos para receber a mensagem de que seu estômago está cheio. Então, a dica é treinar o comedimento. Afinal, comer devagar ajuda a dar mais tempo ao cérebro para que ele possa processar as informações. Além disso outro método eficiente para não exagerar à mesa é a Regra dos 80%. Muito utilizada por quem quer emagrecer, a tática japonesa faz parte das receitas de vida da comunidade centenária de Okinawa.

Seguindo a recomendação é possível diminuir a quantidade de calorias de suas refeições de maneira natural. Para tanto, experimente comer até que você esteja 80% satisfeito. Como resultado, deixará de sentir aquela sensação de estômago estufado. Para saber que você não cometeu exageros à mesa, tente reduzir a quantidade usual de alimentos em seu prato. Nos primeiros dias faça uma pequena pausa ao terminar de comer e avalie sua saciedade. Caso ainda tenha fome, sirva-se mais uma vez, mas tenha certeza de suas necessidades. Afinal, o estômago nada mais é do que um músculo que pode aumentar ou diminuir, dependendo dos estímulos que receber.

Sem contar que, quando você excede o consumo de alimentos, seu metabolismo fica mais lento. Consequentemente, sono, lentidão e prostração acabam surgindo como efeitos colaterais. De modo contrário, a partir da Regra dos 80% você conseguirá se sentir mais disposto, alerta e animado. Além disso, ao combinar alimentação balanceada e exercícios físicos regulares você garante mais saúde e qualidade de vida.

DICAS PARA IMPLEMENTAR A REGRA DOS 80%

1- Ao se servir evite preencher todo o espaço do prato com a comida. Num primeiro momento você até pode achar que a quantidade não será suficiente para matar sua fome. Contudo, tente e, caso não se sinta satisfeito, sirva-se novamente. Antes disso, aprecie o sabor e a textura dos alimentos, preste atenção naquilo que você está comendo.

2- Aposte em boas quantidades de vegetais coloridos e inclua grãos integrais e fibras em seu prato.

3- Haja da mesma maneira por pelos menos 20 refeições. Este é o prazo para que sua memória alimentar seja redefinida e o estômago se acostume com menos comida.

4- No início de uma reeducação alimentar é difícil simplesmente abrir mão de determinados ingredientes e alimentos. Então, em vez de se privar completamente, reduza aos poucos a quantidade. Ou seja: coma o que quiser, mas moderadamente, lembrando sempre de parar antes de sentir completamente satisfeito.

5- Acostume seu paladar a alimentos menos doces, menos salgados e menos temperados.

6- Coma apenas quando sentir fome.

7- Dê preferência ao consumo de carnes brancas.

8- Realize exercícios físicos com regularidade.

 

Foto: iStock/BartekSzewczyk

WhatsApp_Image_2019-09-26_at_16.24.15.jpeg

30 de setembro, 2019

Com uma crescente expectativa de vida segundo o IBGE, cada vez mais brasileiros percebem a importância de manter hábitos saudáveis. Afinal, quem vive mais também almeja viver melhor. Logo, a combinação entre alimentação balanceada e prática de exercícios físicos regulares tem sido uma busca constante. Nesse contexto, ganham destaque os profissionais que atuam diretamente na promoção de um estilo de vida mais saudável e equilibrado. Então, seja você graduado ou estudante de Educação Física, este é o momento de aproveitar as oportunidades oferecidas pelo mercado. Para tanto, além da formação superior, um bom personal trainer precisa acompanhar tendências e investir na gestão de sua carreira.

Pensando nisso, a i9 Academia dá início a um novo projeto: o i9 Experience. Através dele, o time de profissionais da academia, sob a batuta do coordenador técnico Alex Vargas, irá compartilhar muito conhecimento. Afinal, eles reúnem experiências e práticas de sucesso consolidadas ao longo de mais de 15 anos de trabalho. Assim, a i9 Academia passa a representar um ambiente de inovação e aprendizado para estudantes e educadores físicos já formados. Logo, se você faz parte desse grupo e quer investir na carreira de personal trainer, prepare-se! Vem aí o primeiro curso presencial do i9 Experience. Marcado para 19 de outubro, o Imersão Personal 360° reunirá teoria e prática. “Vamos trabalhar tanto com os treinos de musculação, de aulas coletivas e de pequenos grupos quanto com ferramentas de gestão e perfil comportamental para que você possa entender mais sobre metas e vendas”, destaca Alex.

PARTICIPE DO IMERSÃO PERSONAL 360° E TENHA MAIS SUCESSO COMO PERSONAL TRAINER

As inscrições para o curso Imersão Personal 360° já estão abertas e podem ser feitas neste link. A capacitação ocorrerá em 19 de outubro, das 8h às 20h, na sede da i9 Academia (rua Augusto Jung, 481). O investimento é de R$ 207,00 para as vagas do primeiro lote e R$ 227,00 para as do segundo lote. “Certamente será um momento muito especial, de bastante conteúdo e troca de informação”, garante o personal trainer Fábio Gerhard. Da mesma forma, o educador físico Fabiano Siqueira reforça o convite: “Nosso conteúdo será exclusivo e diferenciado, fruto de mais de 15 anos de atuação no mercado”, destaca.

GARANTA SUA VAGA

Inscrições online: acesse este link da plataforma Sympla.
Data: 19/10
Horário: 8 às 20h
Local: sede da i9 Academia, na Rua Augusto Jung, 481, Novo Hamburgo/RS.
Valor: 1º lote R$ 207,00 | 2º lote R$ 227,00


WhatsApp-Image-2019-09-25-at-21.22.012.jpeg

27 de setembro, 2019

“Estar em movimento é a maior vitória que um corredor pode conquistar”, garante Cláudia Lerina Scherer. Aluna da i9 Academia, ela tem 37 anos e, há dois, pratica corrida. Contadora e estudante de Psicologia, ela destaca que a atividade física chegou a sua vida como uma ferramenta de saúde física e mental. “Descobri que correr me proporcionava algo que, até então, não tinha um sentido pleno pra mim: a liberdade”, elabora.

Inicialmente, Cláudia optou por experimentar a corrida de rua. No entanto, quando descobriu a trilha, sentiu que era este o caminho que queria seguir. “Sob o aspecto do desempenho, meu corpo responde melhor às características da corrida em trilha”, avalia. Afinal, segundo ela, enquanto a corrida de rua exige ritmo e velocidade, a de trilha requer mais força e resistência. Sua identificação com a modalidade também foi reforçada pela oportunidade de manter contato direto com a natureza. “Isso me proporciona aliar a prática da atividade física à sensação de pleno bem-estar”, afirma. Ao mesmo tempo, Cláudia destaca que sua rotina de treinos na cidade é diária e bastante intensa. “A i9 é uma grande aliada para o meu processo de crescimento”, garante.

UMA ROTINA DE ATLETA

Orientada pelo educador físico Fábio Gerhard (Fabão), Cláudia faz um trabalho específico de fortalecimento para corrida. Dessa forma, três vezes por semana pratica exercícios de força, equilíbrio e mobilidade na academia. Além disso, uma vez por semana ela faz Pilates com a instrutora Greice do Nascimento. Assim, investe em postura, alongamento e fortalecimento do core. Já nos outros dias, Cláudia se dedica à própria prática da corrida com o trail trainer Cristiano Fetter. Entretanto, ela não para por aí e garante que adora as aulas de Body Combat e Ritmos da i9. “RPM, Yoga e Super Class também são grandes aliadas para praticantes de corrida”, destaca. Porém, em períodos que antecedem as competições, Cláudia explica que é preciso diminuir a intensidade. “Reduzimos as atividades pelo menos dois dias antes da prova, pois costumamos dizer que descansar também é treino”, pontua.

Mesmo depois de competir em quase 40 provas, Cláudia afirma que ainda tem muito a descobrir. “Do pouco que já aprendi, posso dizer: tenham a atividade física como um pilar da vida”, recomenda. Afinal, conforme Cláudia, é este movimento que dá suporte aos enfrentamentos do dia a dia. “A atividade física é uma representação de como você leva a vida. Então, se não estiver indo bem, reveja”, sugere. Ela destaca, ainda, a importância de confiar em seus treinadores, pois eles sabem o que é melhor para cada aluno. “Se você pensa em correr ou já está começando, não tenha pressa, pois sempre haverá altos e baixos”, afirma. Já para manter a motivação, Claudia recomenda buscar amigos que tenham o mesmo propósito e a mesma vibração que você. “E o mais importante: nunca pense nem acredite que que correr três, cinco, dez ou quinze quilômetros seja pouco”, ressalta.

MOVIMENTO BASEADO EM DADOS

Outra aliada dos treinos de Cláudia é a tecnologia. “Uso o aplicativo Strava e relógio esportivo Polar 430”, revela. Na academia, o monitor cardíaco do dispositivo ajuda a marcar tempos de pausa entre séries. Da mesma forma, durante a corrida, Cláudia usa o smartwatch e o aplicativo para medir e avaliar seu rendimento. “Em cima destes dados, os treinadores conseguem trabalhar melhor”, avalia. Como resultado, em dois anos Cláudia aprendeu a correr até 25 km – e segue em processo de evolução.

Além de muitas conquistas, a corrida já proporcionou à atleta conhecer inúmeras cidades. “Se as pessoas soubessem como somos abençoados por lugares incríveis aqui pertinho”, analisa. Entre eles, cita Porto Lucena, São Francisco de Paula, Santa Maria do Herval, Bento Gonçalves, Sério, Arroio do Meio. Também Nova Roma do Sul, Nova Petrópolis e Picada Café. De acordo com Cláudia, a definição de participar das provas ocorre de várias maneiras. “Já escolhi por motivos banais ou até mesmo para obter experiência”, comenta. Contudo, hoje em dia ela observa muito o local onde será sediada a prova, o percurso e a dificuldade. “Se meu coração bater mais forte, me inscrevo”, conta.

Segundo ela, são diversas as emoções e sensações que se passam durante uma competição. “Se você está bem preparada fisicamente, o corpo está pronto para exercer a prova. E daí é a cabeça que comanda toda a ação”, afirma. Assim, Cláudia comenta que há duas opções: deixar que a mente o sabote ou fazer dela uma aliada. “Costumo dizer que o corpo pode suportar quase tudo; a cabeça, não. Se ela não estiver forte, não tem preparo físico que faça terminar uma prova”. Por isso, Cláudia conta que durante o percurso gosta de se desafiar mentalmente, buscando atingir pequenas metas. “Com a mente distraída, a prova fica menos pesada”, pondera.

SUPERAÇÃO E CONQUISTAS

Cláudia começou a correr em 2017 e, já em 2018, estreou no Campeonato Gaúcho Corridas Trilhas e Montanhas (CGCTM). A competição envolveu sete etapas. Ao final, a atleta sagrou-se campeã gaúcha do circuito geral categoria 33/37 (curto). “Em 2019, minha maior conquista tem sido atingir um crescimento significativo nos treinos”, avalia Cláudia. Afinal, em abril deste ano ela vivenciou um episódio de esforço e superação. Logo no quilômetro 5 da prova Desafio Raiz, em Morro São Pedro, teve uma torção séria no pé, lesionando os ligamentos. “Mas minha motivação por superação era tanta que não consegui desistir da prova”, confessa. Assim, correu mais 8 km até a linha de chegada e conquistou a quarta colocação geral.

Depois de 40 dias de tratamento, lá estava a aluna da i9 Academia correndo a maratona de Porto Alegre. Em seguida, em agosto, obteve o terceiro lugar geral na TRS Trail Run, em Morro Reuter. Já o próximo desafio de Cláudia será no dia 5 de outubro, quando ocorre a Xtreme, em Gramado.

 

 

 

EVOLUÇÃO DA MODALIDADE

Conforme Cláudia, o Rio Grande do Sul é um dos estados pioneiros (junto com a Bahia) a ter um campeonato de trilha sob chancela da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). Filiada a instituições internacionais como Associação Internacional de Ultramaratonistas (IAU), Associação Mundial de Corredores de Montanha (WMRA) e Associação Internacional de Corredores de Trilha (ITRA), a CBAt busca normatizar as corridas de montanha, trilha e ultramaratona no Brasil. Assim, incentiva o registro de equipes, atletas, clubes, treinadores e demais profissionais ligados à modalidade. Da mesma forma, trabalha para organizar o sistema nacional de classificação de atletas e os processos de seleção nacional para composição de delegações em eventos competitivos. Ou seja, atua para fortalecer o trail running no país. “Para o esporte crescer, precisamos quantificar, mostrar quantos somos”, destaca Cláudia, que recentemente obteve seu registro de corredora na CBAt.

Orgulhosa de fazer parte desta história, ela ressalta que em 2019 está ocorrendo o primeiro Campeonato Gaúcho de Trail Running. “Consequentemente, os atletas que querem ser campeões de fato necessitam estar filiados na CBAt”, incentiva ela. Afinal, com o tempo, o registro deverá proporcionar vantagens em provas e eventos regulados e avaliados por todo o Brasil. Para tanto, as seis organizadoras do Campeonato Gaúcho estão recebendo as fichas de filiação que serão encaminhadas à Faergs e à CBAt. São elas: Desafio Cerro Branco, Audax Trail Tour, Raiz Trail, Faccat Trail Run, TH2 Gramado e Corrida de Sexta. “Para mim, poder contribuir para o crescimento desta modalidade via Brasil é gratificante e espero poder fazer bonito nas listagens em eventos competitivos”, projeta.

 

Passe para o lado e veja mais fotos:

WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.03(1)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.24.48
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.05
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.05(3)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.05(2)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.05(1)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.04
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.04(2)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.04(1)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.03
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.03(2)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.02
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.02(2)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.02(1)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.01
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.01(1)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.00
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.00(2)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.22.00(1)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.21.59
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.21.59(1)
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.21.46
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.21.45
WhatsApp Image 2019-09-25 at 21.25.50

 


WhatsApp-Image-2019-09-12-at-16.21.05-1280x960.jpeg

16 de setembro, 2019

Barras móveis e música clássica estão ganhando a atenção de quem transita pelo segundo andar da i9 Academia. Tudo porque, desde o finalzinho de agosto, uma das salas de aulas coletivas passou a receber uma nova modalidade. Trata-se do Ballet Fitness, uma aula que une movimentos delicados da dança a um treino completo de força e condicionamento. Assim, a modalidade tem conquistado cada vez mais adeptos, especialmente interessados em manter a boa forma para o verão.

Incluído na grade de horários da i9 Academia, o Ballet Fitness pode ser feito por pessoas de todas as idades. Além disso, dispensa qualquer tipo de experiência prévia com a dança. Afinal, o foco da aula não está na complexidade dos passos, mas, sim, no trabalho de resistência e reforço muscular.

BENEFÍCIOS DO BALLET FITNESS E A PREPARAÇÃO PARA O VERÃO

De modo geral, o Ballet Fitness utiliza o próprio peso corporal do praticante para oferecer um treinamento completo e dinâmico. A partir dos exercícios de barra, a aula dedica atenção especial aos membros inferiores. Ao mesmo tempo, trabalha os músculos do core, que representam o centro de gravidade do corpo. Além disso, a atividade também é ideal para fortalecer braços, peito, costas e glúteos, e ainda para queimar calorias. Dessa forma, pode ser uma grande aliada para o seu Projeto Verão. Afinal, assim como a musculação, ajuda a definir o corpo e a reduzir a flacidez.

Outras importantes contribuições do Ballet Fitness para o dia a dia são a melhora da postura e da concentração. Então, que tal experimentar? Formada em Educação Física, a professora, bailarina e coreógrafa Caroline Andreatta aguarda por você na i9 Academia! As aulas ocorrem às terças-feiras, às 10h, e às quintas-feiras, às 18h.


233-1280x851.jpg

9 de setembro, 2019

Setembro é o mês do Movimento, do aniversário da i9 Academia e da “maratona fitness” mais aguardada do ano. Marcado para sábado, dia 14, o Fitness Day 2019 reunirá 16 aulas em 6 horas de programação. Ou seja: uma ótima oportunidade para reunir os amigos e se divertir com suas modalidades favoritas na i9. As atividades começam às 8h e seguem até as 14 horas. Assim como os alunos da i9 Academia, o público externo também será muito bem-vindo. Afinal, o Fitness Day tem a proposta de promover saúde, entretenimento, bem-estar e desafio.

Para participar, basta fazer sua inscrição até a sexta-feira (13), na recepção da academia. O investimento é de R$ 30,00 para alunos e R$ 50,00 para não alunos. Além disso, os primeiros 120 inscritos ganham uma camiseta e um kit de participação do evento. Vale lembrar que há descontos para  inscrições conjuntas. Então, reúna os amigos e consulte os preços especiais diretamente na recepção.

ESCOLHA SEUS PRÓPRIOS DESAFIOS

Depois de garantir sua vaga é só escolher as modalidades e incluir seu nome nas listas de cada atividade. Dessa forma, você participa de quantas aulas quiser, a exemplo do que ocorre com os planos da i9 Academia. Logo, o Fitness Day pode ser uma oportunidade a mais para praticar suas modalidades preferidas. Ou, ainda, aventurar-se em novas possibilidades. Durante a programação, a academia também estará aberta para treinos de musculação no período das 9h às 13 horas. A seguir, veja o cronograma de horários e professores responsáveis por cada aula do evento.

 

PROGRAMAÇÃO DO FITNESS DAY

8 horas

Local | Crisitan

CX Worx + Body Combat Especial | Douglas

 

9 horas

RPM | Lu e Douglas

TRX | Cristian

Zumba Gold | Renata

 

10 horas

Spinning | Fabiano

Zumba + Funcional Kids | Greice

i9 Ballet Fitness | Carol Andreatta

 

11 horas

RPM | Cristian

Core 360° | Lu e Luhan

Power Jump | Douglas

 

12 horas

Body Pump | Douglas e Lu

Ritmos | Luhan

Climb 29 | Fabiano

 

13 horas

Super Class Extreme Games | Cristian, Diogo, Luhan, Douglas e Lu

Yoga | Carol e Gabe

 

São parceiros na realização do Fitness Day Verdearte Paisagismo, CEO – Centro Especializado de Odontologia e Sinoscar.


WhatsApp-Image-2019-08-30-at-13.46.19-1280x960.jpeg

2 de setembro, 2019

De 29 a 31 de agosto, São Paulo recebeu o maior evento fitness da América Latina. Realizada há 20 anos no Brasil, a International Health, Racquet & Sportsclub Association (IHRSA) apresenta as principais novidades do mercado fitness. Por isso, a i9 Academia faz questão de estar presente a cada edição desta importante programação. Neste ano, a equipe de representantes foi formada pelos professores Cristian Becker, Douglas Schneider, Fábio Gerhard, Ricardo Fantoni e Rafael da Costa. Rafael também participou do evento como coordenador do Ohmni, assim como Marcos Ferreira.

Em três dias de atividades, a IHRSA reuniu mais de 120 expositores e mais de 70 palestrantes renomados. Além disso, abriu espaço para rodadas de negócios e novos talentos do ramo fitness. Em relação a produtos e serviços, foram apresentados os principais lançamentos das marcas do mercado de acessórios e equipamentos. Aparelhos de eletroestimulação, realidade virtual e programas de avaliação corporal estiveram entre os destaques. Assim como metodologias de treinamento multifuncional, aulas de dança, Body Combat, Pilates e muito mais. Dessa forma, além de obter mais conhecimento, os participantes da IHRSA puderam ainda experimentar pessoalmente os mais modernos equipamentos.

 

Fitness

O QUE ESPERAR DO MERCADO FITNESS

Conforme o coordenador de aulas coletivas da i9 Academia, Cristian Becker, o foco da equipe esteve em observar todas as novidades apresentadas pela feira. “Além disso, também fizemos visitas externas a academias, como a Bluefit, e ao showroom da Technogym”, complementou. Na feira, um dos pontos que lhe chamaram a atenção foi o crescimento do estande da Les Mills. “O espaço está cada vez maior. Isso sinaliza muito o poder das aulas coletivas e o que elas podem trazer de importante na manutenção dos clientes”, destacou Cristian. Segundo ele, este poder de retenção tem sido verificado inclusive nos modelos de academias low cost, como a Bluefit.

Outra tendência demonstrada na IHRSA é a de levar atividades externas para dentro das academias. Por exemplo: uma aula de surf que utiliza pranchas em cima de aparelhos instáveis para reproduzir os movimentos da atividade. “Vimos muitos equipamentos transferindo esta ideia, tanto na preparação do movimento quanto na recuperação de lesões”, reforçou Cristian. Nesse sentido ele destacou uma calça da Recovery que trabalha a recuperação muscular e um aparelho Max Recovery que estimula a autoliberação miofascial.

ENTRETENIMENTO E GAMIFICAÇÃO

A gamificação e todo o clima de entretenimento conferido pelos jogos é mais um caminho apontado pela IHRSA. “Esse é um dos futuros que já estamos vendo na feira, tanto nas salas de aulas coletivas quanto nas de musculação”, avaliou Cristian. Como exemplo ele citou uma aula de bike indoor em que os resultados individuais eram demonstrados em grandes telas de LED. Assim, de maneira imersiva e visual são compartilhadas as informações como BPM, RPM e watts do treino. Tudo isso em tempo real. “São novas formas de fazer com que o aluno consiga chegar nos resultados de maneira lúdica, gamificada e mais envolvente”, ressaltou.

O MÊS DO MOVIMENTO

Enquanto agosto encerrou com muita inspiração, em setembro o clima é de comemoração por aqui. Afinal, este é o mês de aniversário da i9 Academia. Por isso, neste e nos próximos dias nosso foco será no Movimento, um importante elemento do nosso Programa de Longevidade. Sem contar que, no dia 14, ocorre a maratona fitness mais esperada do ano. Prepare-se, pois vem aí o Fitness Day!

 

Fotos: Especial / i9 Academia

iStock-10027544261.jpg

30 de agosto, 2019

Muitas pessoas procuram em pílulas e produtos de beleza o segredo para retardar o envelhecimento. Porém, especialistas apontam que a resposta para preservar a jovialidade está em alimentos que podem facilmente integrar suas refeições diárias. A conclusão veio de uma pesquisa que analisou os hábitos alimentares de centenários de diversas partes do mundo. Em comum, eles mantêm um alto consumo de frutas e verduras, baixo teor de gordura e a prática do comedimento.

De modo geral, a dieta antienvelhecimento é baseada em hortaliças, alimentos orgânicos e não processados, grãos e cereais. Todos eles possuem importantes substâncias no processo de nutrição celular e, assim, podem ativar a expressão genética de maneira saudável. Constituídos por diferentes elementos que ajudam a prevenir o envelhecimento, eles também são chamados de alimentos funcionais. Outro importante aliado desta dieta é o azeite extravirgem, que melhora a absorção das substâncias pelo organismo. Além disso, o óleo ajuda a diminuir o colesterol ruim e a aumentar o bom.

ALIMENTOS QUE PROMOVEM A SAÚDE E A LONGEVIDADE

Para driblar os efeitos da passagem do tempo, invista em alimentos ricos em antioxidantes e de baixas calorias. Assim, mantenha em sua lista de compras itens como Romã, uva, frutas vermelhas e cítricas, tomate e maçã. Por outro lado, tente deixar de fora os alimentos gordurosos, farinha branca e doces. Eles são os principais responsáveis por estimular a produção de radicais livres, que são os verdadeiros vilões do envelhecimento precoce. A seguir, veja outros alimentos importantes que podem ser incluídos em suas refeições diárias:

Batata doce

Ilustre ingrediente em dietas de emagrecimento, a batata doce é rica em fibras e antioxidantes. Por isso, além de combater o câncer, também é ótima para a saúde e a longevidade. Por se tratar de um carboidrato complexo de baixo índice glicêmico, ela libera glicose no sangue aos poucos, sem estimular a produção de insulina. Portanto, quem come batata doce demora mais para voltar a sentir fome.

Feijão

Segundo pesquisas, dietas ricas em feijão e leguminosas podem reduzir o risco de câncer de cólon e ataques do coração. Por serem ricos em flavonóides saudáveis e fibras, são alimentos que atuam como uma excelente fonte de proteína.

Grãos integrais

Os grãos integrais são importantes fontes de fibra e minerais. Além disso, possuem substâncias antioxidantes e contribuem para a redução do colesterol ruim.

Oleaginosas

Entre os segredos das pessoas mais longevas do mundo está o consumo de três nozes por dia. Conforme pesquisa da Harvard School of Public Health, comer nozes várias vezes ao dia reduz o risco de doença coronária.

Frutas e legumes

Seguir uma dieta rica em frutas e vegetais é fundamental para uma vida saudável. Por isso, o ideal é comer pelo menos dois vegetais em cada refeição. As frutas, por sua vez, podem ser consumidas como petiscos.

Vinho tinto

Já é consenso: um cálice por dia ajuda a prevenir doenças cardíacas. Afinal, o vinho tinto contém polifenóis que limpam as artérias e reduzem as chances de arterosclerose.

Tofu

Ao contrário do pão processado, o tofu fornece proteínas, minerais e aminoácidos. Com baixas calorias, ele é feito a partir dos grãos da soja e tem a textura de um queijo cremoso.

 

Lembre-se que toda dieta precisa ser acompanhada de outros bons hábitos. Afinal, para que os efeitos da boa alimentação sejam mais perceptíveis, é preciso investir em demais comportamentos saudáveis. Entre eles, não fumar, controlar o estresse, usar protetor solar e praticar atividades físicas frequentes. Para orientar e facilitar este processo na busca por melhores resultados, é fundamental contar com uma ajuda profissional. Por isso, de maneira especial neste 31 de agosto, Dia do Nutricionista, saudamos a todos aqueles que atuam em favor de um estilo de vida mais saudável, feliz e equilibrado.

Foto: istok/Milkos

luciano-tagliari-e-chichiarito-tagliaro-120m-SOCIEDADE-HIPICA-PORTO-ALEGRENSE-1-1280x959.jpg

19 de agosto, 2019

Combinar alimentação balanceada e exercícios físicos frequentes é uma das maneiras mais eficazes para se ter uma vida saudável. Porém, adotar bons hábitos em meio a rotinas aceleradas pode ser um desafio. Para vencê-lo, conforme o empresário Luciano Tagliari da Silva, é preciso organização, foco, disciplina e força de vontade. “Tenho inúmeras motivações que me levam a ter uma vida saudável praticando exercícios. A principal delas é que tenho diabete Tipo 1. Então, uma das premissas para o controle da doença é a regularidade com atividades físicas”, explica. Segundo ele, a busca por um profissional de nutrição também ajuda muito. “Sozinho se torna impossível entender para qual lado recorrer nos alimentos”, comenta.

Para saber quais caminhos seguir, ele contou com a orientação da nutricionista da i9 Academia, Jordana Mikan. “Não é fácil, mas o resultado sempre será muito satisfatório. Para isso, é preciso ter disciplina para deixar sua semana organizada e sua geladeira abastecida de forma correta”, sugere Luciano. Outra questão levantada pelo empresário é a forma de enfrentar as tarefas. “Quando você tem uma obrigação, pode ser que se torne difícil achar motivações para manter-se sempre ativo”, pondera. Dessa forma, ele considera importante aliar a necessidade aos benefícios que a atividade física traz para a vida. Ou seja, além do controle da glicose, perceber as possibilidades de ter um corpo bonito, saudável e forte. Em outras palavras, preparado para enfrentar sua rotina diária. “Sentir o prazer de acordar bem, sem dores no corpo; mais feliz, devido à endorfina liberada pelo exercício físico, dentre outros vários motivos”.

NUTRIÇÃO + EXERCÍCIOS

Conforme Luciano Tagliari da Silva, não existe exercício físico sem nutrição (ou vice-versa) para atingir objetivos estéticos e de saúde. “Os principais benefícios dessa mistura é uma vida mais feliz, saudável e longa, evitando o possível surgimento de doenças autoimunes”. Ele entende que uma alimentação balanceada deve conter carboidratos de lenta absorção, cereais integrais, legumes, verduras e proteínas.

INCENTIVO DESDE A INFÂNCIA

Aos 35 anos, Luciano conta que frequenta a i9 Academia há pouco mais de três anos. Porém, sua vida foi pautada pela prática de exercícios físicos desde a infância, incentivada no colégio da rede Sinodal. “Joguei muito vôlei, fazia atletismo, corria. E hoje pratico um esporte que é uma paixão – o hipismo”, enumera. Para Luciano, assim como qualquer aprendizado, tudo o que é iniciado na infância permanece de maneira mais natural na vida adulta. “Gostar de exercícios físicos desde criança é um dos segredos para uma vida saudável. Mas sempre há tempo de mudar, mesmo depois de mais velho”, pondera. Segundo Luciano, ter um hobby ou paixão por um exercício que faça buscar resultados pode ser uma excelente motivação. “Ter um objetivo é a receita”, sentencia.

Para ele, o hipismo também serve como motivação para seguir uma vida saudável. “Para ir bem nas provas, necessito estar com meu corpo fortalecido nas pernas, focado na alimentação e com a cabeça equilibrada. Tudo para que eu consiga vencer e dominar um animal de 700 kg”, explica Luciano. Assim, ele encontra mais uma razão para treinar num ambiente preparado para contribuir com a saúde e o condicionamento físico. “Eu acho a i9 Academia completa, moderna, limpa, ampla, com excelentes profissionais e muito bem gerenciada”, avalia.

Ele acredita que a resposta para outras pessoas possa estar nas mais variadas atividades, como corrida, ciclismo, trilhas… “O importante é ter algo que nos motive a viver mais feliz”, complementa. Na i9 Academia, além da musculação, que considera a base de tudo, Luciano gosta muito das aulas de RPM e Super Class. “RPM porque ajuda a fazer um exercício aeróbico forte, de forma descontraída. E Super Class, por lidar com grandes desafios, o que motivo a busca pelo diferente. Nunca uma aula é igual a outra – isso não cria rotina e deixa o exercício menos maçante”, considera.

_MG_1805
LUCIANO E CHICHIARITO
IMG_0463
LUCIANO TAGLIARI CAMPEAO GAUCHO POR EQUIPE 1,10M 2019

 

Fotos / Arquivo Pessoal