Dieta x consumo de álcool: atenção com os hábitos

23 de janeiro, 2019
rawpixel-735374-unsplash-1280x895.jpg

Especialmente no Brasil,  e durante o verão, é comum que as pessoas aumentem o consumo de bebidas alcoólicas. Happy hours depois do trabalho, férias, idas à praia, todas são ocasiões que induzem ao hábito. No entanto, para quem está fazendo dieta ou pretende seguir seu processo de emagrecimento, o álcool pode virar um vilão. Assim como qualquer alimento rico em açúcar e gordura ele costuma atrapalhar a conquista de melhores resultados na balança.

 

ESTENDA PARA O COPO OS CUIDADOS COM A DIETA

Muitas pessoas passam o ano inteiro na academia com o foco direto no verão. Outras, “correm atrás do prejuízo” e tentam recuperar o tempo apenas naqueles últimos meses do ano. De olho nos resultados, seguem à risca a dieta alimentar e sua rotina de treinos físicos. No entanto, sem perceber, podem estar sabotando todo o seu empenho com pequenos deslizes no consumo de álcool.

Já comentamos aqui que treino forte e álcool em excesso não combinam. Pois a bebida diminui a força, a velocidade e a capacidade respiratória e muscular. No entanto, a questão da vez é bem mais simples e envolve o valor nutricional daquela cervejinha bem gelada. Como qualquer bebida alcoólica, a cerveja possui alta quantidade de calorias. Cada grama de álcool possui 7 Cal, bem mais que o carboidrato e a proteína, que fornecem 4 calorias por grama. Como exemplo, façamos uma comparação: cada copo de chopp contém 130 calorias, o mesmo que um pãozinho francês. A revelação pode surpreender quem decidiu por cortar o pão da dieta, não é mesmo? E a caipirinha? Feita com limão, cachaça e açúcar, a bebida soma 263 Cal em um copo de 200 ml. Já quando leva limão, vodca e açúcar, resulta em 310 Cal em um mesmo copo de 200 ml. Então, se for beber, não esqueça que o segredo é a moderação.

 

Foto: Rawpixel/Unsplash

 

Para saber mais, entre em contato com a i9

Relacionados