Treino forte e álcool em excesso: uma combinação perigosa

6 de agosto, 2018
iStock-490361148.jpg

Especialmente no meio esportivo, o consumo de álcool e a prática de exercícios físicos são dois hábitos considerados incompatíveis. As razões são muito simples e podem inspirar até mesmo aqueles que não são atletas profissionais. O fato é que treino forte e álcool em excesso não combinam. Basicamente porque o resultado dessa mistura pode levar a lesões e outras complicações mais graves.

Como se sabe, a bebida alcoólica deteriora a qualidade física do organismo. Ela diminui a força, a velocidade e a capacidade respiratória e muscular do corpo. Além da respiração, o álcool também prejudica o equilíbrio. Esse é o primeiro ponto pelo qual treino e álcool não combinam: não há como praticar as atividades corretamente.

 

ANTES E DEPOIS DO TREINO

Assim como alguns alimentos, cada dose de álcool contêm muitas calorias e, para queimá-las, é preciso suar bastante. No entanto, não é recomendável treinar logo depois de beber. As bebidas alcoólicas têm efeito diurético, ou seja, fazem o corpo perder líquido. Ao mesmo tempo, o álcool permanece no organismo, aumentando a produção de suor e causando desidratação. Com isso, ao praticar atividades intensas, há risco de ocorrer uma arritmia cardíaca.

Da mesma forma, não é indicado beber demais logo depois de praticar um treino. Quando chega ao fígado, o álcool interfere na síntese do glicogênio, uma das fontes de energia do corpo. Ele inibe a ressíntese das reservas do organismo e impede o armazenamento do glicogênio nos músculos. Assim, a musculatura não cicatriza corretamente e a pessoa fica mais exposta a lesões, tanto musculares quanto nos tendões.

Misturar treino forte e álcool em excesso também pode agravar situações de hipoglicemia. Ao praticar atividades físicas mais intensas, é natural que os níveis de glicose no sangue baixem. O álcool só serve para potencializar essa redução. Como não há glicose no sangue, o corpo começa a usar mais proteína como fonte de energia, ou seja, ele se alimenta dos seus próprios músculos.

 

DOSE CERTA

Quando o assunto é saúde, qualquer que seja o excesso pode ser prejudicial. Por isso é sempre possível se chegar a um bom termo. Assim, para quem não abre mão de beber entre amigos, a dica é aguardar cerca de 72 horas entre a prática de exercícios físicos e o consumo de alcoól. E o mais importante: conhecer o limite.

 

Foto: iStock/OlegEvseev

 

A i9 Academia é sua parceira na busca por uma vida mais saudável.